A FÉ E A PANDEMIA

23 Mar 2020
0

Queridos irmãos e irmãs. O mundo todo foi surpreendido pela pandemia do coronavírus. No início do ano ninguém imaginava que chegássemos a este ponto. O mundo parou. O que nos parecia impossível aconteceu, está acontecendo. É inútil negar as preocupações e o medo que tomam conta da humanidade. De repente todos temos um só olhar: evitar a proliferação do vírus. Todos fomos atingidos. A Mãe Igreja sofre no mundo inteiro. A cena do querido Papa Francisco andando pelas ruas desertas de Roma falam por si e nos comovem.

Somos obrigados a não celebrarmos missas com o povo. Como isso faz sofrer o coração do Bispo e de tantos católicos que semanalmente ou até diariamente recebem o Precioso Corpo de Cristo. Quando tive que tomar esta decisão para nossa Diocese, chorei amargamente, com dor no mais profundo da alma. Mas me levantei, com serenidade, paz e disse: Seja feita Senhor a vossa Santíssima Vontade. Deus age e nos revela sua vontade através dos acontecimentos da vida, da história. Sabemos que Deus não quis, mas permitiu este mal que assola o mundo. Ele saberá tirar deste grande mal, bens maiores para seu povo. Sofremos e sofreremos ainda, mas com fé e confiança. Deus não nos abandonou e não nos abandonará. A Igreja já passou por muitas epidemias. A humanidade superou e superará este momento. Vivamos pois na continua fé. Não temos, agora, a participação física na Santa Missa. Mas Deus nos nutrirá com sua palavra e com as missas celebradas por todos os sacerdotes do mundo. Acompanhemos através dos meios de comunicação social. Participemos da Santa Missa, não como se estivéssemos diante de um filme ou novela. Preparemo-nos antes, rezando a oração do Espirito Santo e então, do começo ao fim, sem nos distrairmos, respondendo as orações, ficando em pé, sentados e de joelhos, conforme o momento da missa, dela participemos com todo coração e fé. A sua casa, com seus familiares se tornará continuação da igreja onde o sacerdote oferece o Santo Sacrifício. Será uma igreja estendida, alargada, mas todos com o olhar voltado para o Santo Altar. Faremos a comunhão espiritual e Jesus habitará o mais profundo do nosso ser. Quando celebramos a Santa Missa temos o encontro de toda a Igreja em torno do Cristo, verdadeiro Altar, Sacerdote e Sacrifício. Em cada Missa temos a presença da Igreja Triunfante, a Virgem Santíssima, todos os anjos e santos. A Igreja padecente, do purgatório, adora o mesmo Cristo. E nós, Igreja peregrinante neste mundo. Todos unidos na Eucaristia. É a comunhão dos Santos. Esta é a realidade mais profunda da Santa Missa. Assim neste tempo de corona vírus nos unimos na Santa Missa e dela recebemos todos os benefícios dos céus.

Portanto, como cristãos não nos deixemos levar pelo pânico, desespero ou tristeza profunda. Repitamos continuamente: Jesus e Maria eu confio em vós. O desespero não ajuda em nada. A fé nos faz mais fortes.

Duas palavras para estes tempos: Vigiai e orai (Mt 26,41). Vigilância quer dizer: em tudo seguirmos as orientações e determinações das autoridades sanitárias. É para nosso bem e o bem de todos.

Orai: Rezar e rezar sem cessar, especialmente o terço de Nossa Senhora.

E também, manter a esperança no sacrifício. É um tempo exigente. Quaresma de quarentena, de ficar em casa. De aprender a conviver com os familiares ou na solidão. Iremos aprender muito com tudo isso, desde que estejamos abertos ao que Deus nos fala neste momento. Nada de reclamações. Com espirito sereno aceitar a Vontade de Deus que se manifesta neste momento.

Tudo passará. O Sol de novo brilhará. Mantenhamos a paz. Cristo Jesus é Vencedor também agora.

Diariamente celebro a Santa Missa em nossa Catedral: De segunda a sexta às 12h e 18h15. Sábado às 19h. Domingos às 8h30, 10h, 18h e 19h30. Você pode celebrar comigo através dos vários meios de comunicação social.

Continuamos unidos em Jesus e Maria, na Eucaristia e na Oração.

Deus vos abençoe sempre.

+ Carlos José
Bispo de Apucarana

Assessoria de Comunicação Episcopal 

Se inscreva no canal oficial da Diocese: youtube.com/diocesedeapucarana 


Comentários