O mundo precisa da força transformadora do Evangelho de Cristo

04 Out 2017

Amadas e amados discípulos missionários de Nosso Senhor Jesus Cristo!
“Contudo, alegrem-se, não porque os espíritos se submetem a vocês, mas porque seus nomes estão escritos nos céus" (Lc 10,20).

O mês de outubro, mês das missões, faz-nos lembrar que precisamos partir em missão, ao encontro de todos os irmãos e irmãs que formam o Povo de Deus, a começar pelos que estão mais longe, longe geograficamente, longe do nosso coração e longe por serem marginalizados e excluídos de nossas assembleias eclesiais. Queiramos novamente lançar as redes, evangelizar, reassumir o nosso compromisso alegre com o Evangelho, pois “a missão da Igreja não é propagar uma ideologia religiosa, mas Jesus Cristo, que continua a evangelizar e agir, que representa um tempo propício de salvação na história” (Papa Francisco).

Saboreando o ensinamento de nossa amada Igreja, fundada por Cristo, alimentada pelas Escrituras Sagradas e pela Eucaristia, conduzida pelo poder do Espírito Santo e mantida há mais de dois mil anos pela Tradição e o Sagrado Magistério, estejamos sempre atentos e totalmente disponíveis para acolher, em espírito de comunhão, os ensinamentos dos bispos, sucessores dos apóstolos e do Bispo de Roma, o Papa, sucessor de Pedro.
Como discípulos missionários de Jesus Cristo, vamos realizar sempre com entusiasmo a missão de irmos ao encontro das pessoas, com o coração cheio da Alegria do Evangelho (Papa Francisco sobre a nova evangelização); em primeiro lugar para amá-las, ouvi-las, rezar com cada um e com cada uma, suas alegrias e dores, angústias e tristezas, conquistas e derrotas; mas é preciso irmos com um coração livre, carregado apenas do amor e da misericórdia que Deus tem por nós e por nossa história. O mundo precisa da força transformadora do Evangelho de Cristo.

Não nos esqueçamos, porém, da oração, de pedir ao Espírito Santo que santifique nossas motivações missionárias. É o Espírito o protagonista da missão, é o Espírito que vai à nossa frente, por isso rezemos de dois em dois, em família, ou por grupos de missionários. Coloquemo-nos diante do Senhor no Santíssimo Sacramento da Eucaristia, abramos a Bíblia e escutemos o Senhor.

Finalmente, estejamos certos da companhia amorosa da Mãe de Deus e nossa Mãe. Maria, sempre dócil ao Espírito Santo, permitiu que nela o Verbo se fizesse carne; a vontade de Deus encontrou nela uma casa e veio ali para fazer morada entre nós. Rezemos o rosário e, em nossa vida missionária, sintamos permanentemente a presença carinhosa da Mãe de Jesus que nos dá coragem e força para levarmos adiante o evangelho da vida.

Por intercessão da Virgem Maria, o Senhor enriqueça cada vez a nossa Igreja com o grandioso dom da missão, para o louvor e a glória do seu amor, e para a difusão sempre mais abrangente do seu Reino de amor.

+Celso Antônio Marchiori
Bispo diocesano de Apucarana

#dioceseonline