SOLENIDADE DE "CORPUS CHRISTI"

29 Mai 2012


Diocese de Apucarana, 07 de junho de 2012

 “Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo” (Mt 28,20).

Queridos irmãos e irmãs, alegre-se nosso coração com a solenidade de Corpus Christi. É uma grandiosa festa católica que remonta ao século XIII.  Desejando realçar a presença real de Jesus na Eucaristia, o Papa Urbano IV, mediante a Bula Transiturus de Hoc Mundo, de 11 de agosto de 1264, propôs que tal solenidade fosse celebrada na quinta-feira após a Festa da Santíssima Trindade, um domingo depois de Pentecostes. Esta solenidade em honra do Corpo do Senhor, chamamos até nossos dias “Solenidade de Corpus Christi”.

É importante notar que o Papa Urbano IV, quando sacerdote na Diocese de Liège na Bélgica, atendia, como Diretor Espiritual, a freira agostiniana Juliana de Mont Cornillon que, em visões místicas, recebeu de Cristo orientações para que de alguma forma se solenizasse o mistério da Eucaristia.

Com razão, podemos dizer que foi Santa Juliana de Liégi, monja do Mosteiro de Mont Cornillon, quem impulsionou a instituição da festa de Corpus Christi.

A Eucaristia é a garantia da presença de Jesus entre nós até os nossos dias. E isso se prolongará até o fim dos tempos conforme promessa feita aos Apóstolos no dia de sua Ascensão: “Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo” (Mt 28,20). Na Santíssima Eucaristia reconhecemos admirados a presença viva e operante de Jesus que, por seu Sacrifício de amor manifestado na cruz, nos reconcilia com o Pai e nos dá a salvação. Na presença da Eucaristia contemplamos Jesus que continua nos ensinando, libertando, curando e chamando para contruirmos juntos o Reino de Deus.

Sejamos fiéis no encontro com o Cristo na Santa Missa dominical, nas visitas ao Santíssimo diante do Sacrário, nas procissões eucarísticas, especialmente na grande Procissão por ocasião da Solenidade de Corpus Christi. Certamente nosso testemunho pelas avenidas de nossas cidades será de grande valia, pois ao manifestar nosso amor e nossa adoração a Jesus sacramentado nesta solenidade de Corpus Christi, estamos dando provas de que acreditamos na presença real de Cristo e ao mesmo tempo estamos sendo instrumentos para que a graça divina seja também experimentada por todos que vamos encontrando pelo caminho. Esta será, sem dúvida, excelente manifestação pública de nossa fé capaz de atrair outras pessoas para serem discípulas de Jesus. É uma ótima oportunidade para manifestarmos nosso amor a Jesus sacramentado, desejosos de que este testemunho seja um meio para que outros acreditem em Cristo, caminhem com ele e se tornem ardorosos missionários.

Olhando extasiados a Hóstia consagrada, experimentamos o grande dom do amor de Deus através do qual podemos ser interiormente transformados. E, de fato, diante de Jesus eucarístico devemos insistir, em súplice oração, para que nossa vida seja transformada, nossas atitudes mudadas e nossos compromissos cristão renovados.

Diante de Jesus, presente no Santíssimo Sacramento, rezemos esta oração:

Senhor meu Jesus Cristo, que, derramando sobre os homens as riquezas de vosso amor, instituístes o Sacramento da Eucaristia, vos suplicamos nos concedais que possamos amar sempre vosso Coração amantíssimo e fazer um uso digno e frutuoso deste Augusto Sacramento. Vós que viveis e reinais com o Pai na unidade do Espírito Santo, pelos séculos dos séculos. Amém.

Dom Celso Antônio Marchiori

Bispo Diocesano de Apucarana