Mensagem para o início de 2013

02 Jan 2013

 Sejam todos bem vindos ao novo ano de 2013. Que em nossos corações sejam reavivadas a fé, a esperança e a caridade. Que aí renasçam sonhos e esperanças de dias melhores. Que nossas energias sejam fortalecidas para enfrentarmos os novos desafios e as novas dificuldades com determinação e entusiasmo.

Se é a fé que nos move, não tenhamos medo das novidades e não nos deixemos abater diante de dificuldades e sofrimentos. Com os olhos fixos em Jesus, “autor e consumador de nossa fé” conforme lemos em Hb 12, 2, com perseverança percorramos o caminho deste Ano da Fé buscando em nossas lidas diárias fazer sempre e em tudo unicamente a vontade de Deus. 
Assim como são sinais do amor de Deus a vida e os dias que Deus nos dá, sejamos nós também sinais deste mesmo amor a todos os que vão conviver conosco ao longo deste novo ano. E lembremo-nos de que os dias passam depressa e, portanto, precisamos aproveitá-los para viver bem e para fazer o bem. 
Dirigindo nosso “olhar para Jesus, no colo de Maria, sua Mãe e olhando para Ele, que é o «Príncipe da paz» (cf. Is 9, 5), compreendemos que a paz não pode ser alcançada com as armas, nem com o poder econômico, político, cultural e mediático. A paz é obra de consciências que se abrem à verdade e ao amor. Que Deus nos ajude a progredir neste caminho no novo ano que nos concede para viver.
É bom lembrar que teremos grandes e importantes eventos que se aproximam: a Cruz e o Ícone de Nossa Senhora, símbolos da Jornada Mundial da Juventude, chegarão a nossa Diocese na quarta-feira de Cinzas em preparação para a 28ª. Jornada Mundial da Juventude, que acontecerá na cidade do Rio de Janeiro, no final de julho. Estamos no âmago do Ano da Fé celebrando os 50 anos da abertura do Concílio Vaticano II e os 20 anos do Catecismo da Igreja. E no mundo inteiro a Igreja se prepara para uma nova evangelização. Através de novos caminhos, a Igreja toda é convocada a viver, na radicalidade, o anúncio do Evangelho. Alguns desafios atuais nos estimulam para a nova evangelização: nossa Igreja vem perdendo “fiéis” de muitas maneiras; os católicos não são mais o maior grupo religioso, pois os muçulmanos já são mais numerosos e crescem mais rapidamente; num mundo com mais de seis bilhões de habitantes, os cristãos não superam os dois bilhões; a Ásia, o continente mais populoso, tem uma porcentagem mínima de Cristãos (2%). Depois de 2.000 anos, “a missão está ainda no começo”; a Igreja não dispõe de missionários necessários para esta vastíssima missão; os católicos pouco conhecem sua fé, não vivem sólidas convicções e a maioria não se engaja na construção do Reino.
Peçamos as bênçãos de Deus e a proteção da Virgem Maria, a fim de que este novo ano venha ao nosso encontro carregadinho de bênçãos, de prosperidade e de paz. Que Maria, nossa Mãe, esteja todos os dias ao nosso lado, nos protegendo e nos encorajando a recomeçar, com humildade, nossos projetos e metas e que realizemos nosso trabalho cotidiano com dedicação e muito amor buscando, por todos os meios, a construção de uma comunidade nova onde todos se empenhem a ser discípulos do Senhor

                                                                                                                    Dom Celso A. Marchiori