Jesus é fonte de uma grande alegria

07 Dez 2010

 “Ao observarem a estrela, os magos sentiram uma alegria muito grande. Quando entraram na casa, viram o menino com Maria, sua mãe. Ajoelharam-se diante dele e o adoraram.” (Mt 2, 10-11)

Natal é a festa popular mais querida e mais celebrada no mundo inteiro. Ricamente repleta de símbolos, ligados às mais diferentes culturas, nela contemplamos o mais importante e o mais comum de todos: o presépio, no qual contemplamos a cena relatada pelos evangelhos, onde Jesus, Maria e José se encontram ladeados peos magos ajoelhados em adoração, pois reconhecem no menino que acabara de nascer, o Deus feito carne. De fato, Jesus é Deus que se fez carne e veio morar entre nós. Ele se fez igual a nós para que nós nos tornássemos iguais a ele.

Sempre junto ao Presépio, como fruto de uma antiga tradição, enfeitamos a árvore de Natal, significando a vida que permanece sempre verde e produtiva. Esta árvore enfeitada lembra-nos a árvore da vida revelada em Gênesis 2, 9, que é figura de Cristo, supremo dom de Deus a todos nós. Sim, Jesus é a vida que nos renova. Ele veio para nos reavivar e para experimentarmos a vida em abundância.

Jesus é, portanto, a mensagem central do Natal. Ele vem nos ensinar a fazer de nossa vida um dom permanente. Como Jesus, sejamos um dom, um presente para os que estão ao nosso lado. Que nossa vida seja rica de amizades, de carinho sincero, de ajuda mútua e de perdão, de escuta recíproca e de tempo partilhado.

Aproveito deste tempo natalino para agradecer a Deus por todos os que se dispuseram na missão de evangelizar em nossa Diocese: presbíteros, diáconos, religiosos e religiosas, seminaristas, leigos e leigas. Louvado seja Deus por todos os que, tendo encontrado o Cristo pela nossa ação evangelizadora, com alegria perseveram no seguimento de Jesus.

Mas quero também fazer um apelo a todos. Não nos acomodemos pensando que já fizemos tudo. Ainda temos um longo caminho a percorrer. Neste tempo privilegiado de Missão Continental, convoco a todos para que sejam missionários onde se encontram e segundo a vocação de cada um. Sejamos missionários na família, no trabalho, na paróquia e em toda a diocese. Ao nosso redor encontrando uma multidão de homens e de mulheres, e muitos deles batizados, que ainda não tiveram a oportunidade de um encontro com o Salvador Jesus. Ainda não se sentem membros da Igreja. Ainda não estão experimentando a vida em abundância.

Natal é tempo de renovação. Renovemos nossos compromissos batismais. No dia do nosso batismo, o Senhor Jesus nos falou no profundo de nosso coração: ide pelo mundo inteiro e pregai o Evangelho.

Motivados pela Palavra de Deus, sempre viva e eficaz, e pela nossa vida eucarística, sejamos entusiasmados apóstolos do Senhor.

Que Maria nos ajude a fazermos deste tempo natalino uma experiência de profunda alegria por sermos verdadeiros missionários de Cristo.

Com esta mensagem desejo-lhes um santo e Feliz Natal. Que o Menino Jesus seja causa de uma grande alegria para todos vocês. E que tal alegria permaneça para sempre em seus corações.

Com a bênção que recebemos do Santo Padre, o Papa, por ocasião da Visita ad Limina Apostolorum, eu os abençôo no Senhor.