São Miguel Arcanjo, o protetor dos filhos de Deus!

29 Set 2022
0

“Naquele dia vai prevalecer Miguel, o grande comandante, sempre de pé ao lado do teu povo” (Daniel 12,1). As Sagradas Escrituras, cujo mês celebramos, comprovam a existência de seres espirituais, criaturas divinas, aos quais chamamos Anjos e Arcanjos. Essa denominação de anjo ou arcanjo lhes é dada pelo ofício que prestam ao Senhor: são mensageiros e servidores de Deus. Ambos, Anjos e Arcanjos, presentes na história da redenção da humanidade, são citados em várias passagens bíblicas, e explicados no Catecismo da Igreja Católica, como criaturas puramente espirituais, dotados de inteligência e de vontade: ‘são criaturas pessoais e imortais. Superam em perfeição todas as criaturas visíveis. São servidores e mensageiros de Deus, “porque contemplam constantemente a face de meu Pai que está nos céus” (Mt 18,10). “São poderosos executores de sua Palavra, obedientes ao som de sua Palavra” (Sl 103,20). Temos a garantia do próprio Cristo de que Ele não nos deixaria sozinhos neste mundo. Temos a Divina presença do Espírito Santo que nos instrui e ilumina e temos a guarda dos Anjos e Arcanjos de Deus. Neste dia 29 de setembro a Igreja celebra o Arcanjo São Miguel, cuja devoção tem se propagado de forma veloz nos últimos tempos, seja devido às maiores dificuldades enfrentadas pelo povo de Deus, seja também por causa da grande divulgação de suas novenas e das graças alcançadas por seu intermédio. Verdadeiramente, São Miguel Arcanjo é conhecido como ‘aquele luta e derrota o maligno’. Diante das tentações, São Miguel, cujo nome significa ‘quem como Deus? ’, revela o poder de Deus sobre tudo e sobre todos, pois não há ninguém com e nem superior a Deus. Entendamos: Miguel é a expressão pura e verdadeira da grandeza e soberania Divina, pois seu nome questiona e ao mesmo tempo responde: nada nem ninguém existiu ou existirá que possa ser ou que tenha sido maior que Deus. Nisso se revela a autoridade dada ao Arcanjo Miguel pelo Criador: ser o revelador da suprema divindade do Criador e, por isso, obter do próprio Criador a honra de lutar contra o maligno e ter o poder de destruí-lo, em nome de Jesus. Também invocado como o padroeiro das almas virtuosas que se encontram à beira da morte e sofrem as tentações infringidas pelo demônio, que as tentam através do desespero, orgulho e desânimo, São Miguel é invocado como ‘o auxiliador’ que introduz essas almas no esplendor da Luz de Cristo, livrando-as dessas terríveis e últimas provações. Jesus Cristo é o centro do mundo dos Anjos. Os Anjos foram criados por Ele e para Ele. Cristo os fez seus mensageiros e anunciadores dentro projeto de salvação. Da Encarnação do Verbo, até a Ascensão, a vida do Filho de Deus é cercada da adoração e do serviço dos Anjos. Adorado por eles no seu nascimento, Jesus foi por eles servido no deserto e reconfortado por eles também em sua agonia. Os Anjos que anunciaram a Boa Nova da Encarnação e da Ressurreição, certamente anunciarão o retorno de Cristo, quando Ele vier em sua Glória, pronunciar o Juízo Final. A Igreja de Cristo e consequentemente nós, o povo de Deus, somos beneficiados pela presença dos anjos e arcanjos de Deus. Diante das tribulações, quando tudo parecer querer nos direcionar para longe do amor do Pai, invoquemos São Miguel. Quando as tempestades parecerem não ter fim, e nossos olhos não verem a Luz de Cristo, invoquemos São Miguel. Quando nos lembrarmos mais das coisas ruins do dia a dia, do que das coisas boas que temos, invoquemos São Miguel. O mal existe, mas o bem é muito maior e nunca estamos sozinhos. Assim como Nossa Senhora, enfrentemos as dificuldades com fé e com o auxílio que vem do Senhor. São Miguel Arcanjo, livrai-nos da astúcia do maligno e dirigi nossos passos para o caminho de Jesus. Amém. Dom Carlos José Bispo da Diocese de Apucarana


Comentários